FAQ Desporto Escolar em tempos de COVID-19

Tendo em conta as dúvidas inerentes à situação atual em que vivemos, pretendemos dar resposta às questões mais frequentes.​​​​​​​​​​​​​

Gestão dos Planos do Clube do DE

1. PODERÃO AS ESCOLAS NESTE MOMENTO FAZER A ALTERAÇÃO DA MODALIDADE, ESCALÃO E GÉNERO?

Sim. Ter em atenção sempre os procedimentos dos anos anteriores e respeitando o mais possível o princípio da continuidade.

2. PODERÃO AS ESCOLAS NESTE MOMENTO ANULAR/DESISTIR DE GRUPOS/EQUIPA?

Sim. Desde que devidamente fundamento pela Escola.

3. É POSSÍVEL AS ESCOLAS PEDIREM CL PARA A CRIAÇÃO DE NOVOS GRUPOS/EQUIPA.

Neste momento não.

4. ALGUMAS ESCOLAS ESTÃO A COLOCAR PROBLEMAS COM A PERMANÊNCIA DENTRO DA ESCOLA DOS ALUNOS SEM ATIVIDADES LETIVAS QUE AGUARDAM PELAS ATIVIDADES DO DE.

Sem contrariar o Plano de Contingência deverá a escola fazer o possível para que o aluno possa aguardar pelo treino em segurança e sem prejuízo da segurança dos outros.

5. PODEMOS MISTURAR ALUNOS DE TURMAS E CICLOS DIFERENTES NO MESMO TREINO

Apesar de isso acontecer, temos de nos reportar ao ponto 4 do artigo 4º (…) A organização dos treinos no cumprimento desta recomendação fica ao critério das escolas. No plano de contingência da escola o que estiver normalizado para os espaços comuns da escola (utilizado por todos os alunos) pode ser adaptado aos treinos do DE.
Mediante as orientações emanadas pela DGE e DGEstE sobre o arranque das atividades do DE, estas terão que ser organizadas respeitando as normas básicas definidas pela DGS.
Como se refere, as atividades do DE envolvem normalmente, em situação de treino e competição alunos de várias turmas. Neste momento o que poderemos sugerir, sem sabermos a que modalidades nos estamos a referir (em termos de classificação do risco) é que também nas atividades do DE se mantenha as orientações das Unidades de Saúde Regionais e nesse sentido, organizar os treinos das várias modalidades, mantendo o mais possível essa bolha de participantes.
Se por exemplo temos 3 ou 4 alunos de uma turma num Grupo-equipa de voleibol, poderá definir-se um espaço no local de treino, onde eles continuem a trabalhar e a treinar só os 4.
Obviamente que as situações serão as mais dispares e com o intuito de conseguirmos contribuir o mais possível para a formação integral dos nossos alunos, teremos nesta fase que ajustar um conjunto de procedimentos e atuações, garantindo que normalizamos com a maior aproximação possível, a vida na escola.
Reforçamos ainda que estes novos caminhos que teremos que encontrar, não contradizem os conceitos referidos, apenas ajustam o que é possível fazer neste contexto.

6. UMA ESCOLA SUSPENDE TODA A ATIVIDADE NÃO CURRICULAR, INCLUINDO O DESPORTO ESCOLAR, ATÉ DEZEMBRO. EM JANEIRO, CASO DESEJE REATIVAR OS G/E QUE EXISTIAM, PODERÁ FAZÊ-LO?

Se não desenvolver o processo de registo e validação do PCDE, nos prazos estipulados, não poderá entrar em janeiro. 

7. OS PRAZOS DO PREENCHIMENTO DA PLATAFORMA DO DE VÃO SER ALARGADOS?

Excecionalmente o prazo de preenchimento dos Planos CDE na Plataforma de Gestão de Dados do Desporto Escolar foi alargado até às 23h59 do dia 20 de novembro. 

8. AS ESCOLAS COM GRUPO/EQUIPA DE NATAÇÃO, MAS QUE NESTE MOMENTO ESTAS INSTALAÇÕES ENCONTRAM-SE ENCERRADAS TEM DE MUDAR DE MODALIDADE?

Desde que a atividade do G/E não seja possível, assumidamente pela escola, levar à prática, deverá a mesma propor uma atividade alternativa que se enquadre no previsto nos normativos do DE.

9. DE MOMENTO, O NÚMERO DE ALUNOS INTERESSADOS EM PARTICIPAR NAS ATIVIDADES DO DESPORTO ESCOLAR NÃO PERMITE A CONSTITUIÇÃO DE GRUPO/EQUIPA PREVIAMENTE AUTORIZADO. COMO PODEM SER UTILIZADOS OS RESPETIVOS CRÉDITOS LETIVOS?

Salvo outra orientação superior, neste momento terão de cumprir o nº mínimo de 18 alunos para criar o G/E. Compete sempre ao órgão de direção e gestão apresentar à respetiva CLDE uma proposta alternativa para sobre ela a CLDE emitir parecer e remeter à CRDE, que no cumprimento das orientações da CNDE poderá decidir sobre o prosseguimento da proposta.

10. NA IMPOSSIBILIDADE DE CRIAÇÃO DE GRUPO/EQUIPA, O AE/ENA PERDE OS CRÉDITOS LETIVOS PARA O ANO 2021/2022?

Pese embora o atual contexto ser muito especial, de acordo com as orientações do ano 2019/2020, perderá os CL. Pelo que deverá sempre ser apresentada proposta alternativa, para avaliação superior.

11. É OBRIGATÓRIO APRESENTAR PLANO DE ATIVIDADE INTERNA? HÁ ESCOLAS QUE NÃO APROVARAM EM CONSELHO PEDAGÓGICO. O QUE FAZER NESTA SITUAÇÃO? PODEM AS ESCOLAS APRESENTAR APENAS FORMAÇÃO DE JUÍZES ÁRBITROS?

O PAA deverá ser dinâmico e acompanhar as orientações das autoridades competentes, bem como o plano de contingência da escola. Salvo melhor opinião, o RPDE não define atividades obrigatórias no nível 1, mas não permite a validação de qualquer PCDE que não tenha Plano de Atividades internas. Pelo que, o Plano de atividade interna deverá ser preenchido, o mesmo depende do plano de intenções das atividades que a escola quer realizar até ao final deste ano e não se esgotam nas atividades práticas e/ou nos projetos complementares.

12. É OBRIGATÓRIO INCLUIR O CORTA MATO NO PROJETO DE ATIVIDADE INTERNA?

Nos Regulamento do Programa do DE e Guião de análise dos PCDE não se verifica essa obrigatoriedade, a inclusão de projetos complementares é facultativa.

Regulamento do Programa do DE

1. PODERÃO OS TEMPOS DE TREINO DO GRUPO/EQUIPA SEREM TODOS MARCADOS NUM SÓ BLOCO.

Sim. De acordo com a alínea b), nº3 do artigo 17º do RPDE: a)Devido à situação epidemiológica deverá viabilizar-se a organização dos horários dos docentes, alunos e instalações, de modo a permitir que durante a semana, os treinos tenham a possibilidade de se organizarem com uma duração até 3 ou 5 tempos (Nível II ou Nível III respetivamente), em frequência semanal. Exemplo: Nível II =1+1+1, 1+2, 2+1 ou 3; e Nível III = 1+1+1+1+1, 2+2+1, 2+1+2 ou 1+2+2, ou 5.

2. QUANTOS ALUNOS (MÍNIMO E MÁXIMO) POR SESSÃO DE TREINO?

No respeito do Plano de Contingência da Escola.

3. NÃO TER PROFESSOR RESPONSÁVEL NAS ATIVIDADES DE NÍVEL I (ATIVIDADE INTERNA) IMPEDE A APROVAÇÃO DO PCDE? SE NÃO TIVER NENHUM PROFESSOR INSCRITO A RESPONSABILIDADE RECAI NO COORDENADOR?

Sim. Deverá ser inscrito o CTCDE. Há escolas onde só há 1 professor, logo o CTCDE terá de ser o de nível 1 também. O cargo de professor responsável pela AI não conta para o somatório (ponto 2, do artigo 15º), logo nos casos das escolas com 1 professor poderá ser CTCDE e ter 2 grupos o que perfaz 3 cargos. 

4. O RPDE 2020_21 FAZ REFERÊNCIA VÁRIAS VEZES AO “PLANO DE RETOMA DO DESPORTO ESCOLAR 2020/2021″. OS AE/ENA QUESTIONAM QUANDO ESTARÁ DISPONÍVEL ESSE DOCUMENTO?

Independentemente da saída do documento, pressupõe-se que, no cumprimento das orientações já recebidas pelas escolas e de acordo com o seu plano de contingência, as atividades de treino estão a decorrer. Fica dependente do referido documento as atividades de competição e aditamentos às atividades de treino. 

Regulamento Geral de Provas

Seguro escolar

Centro de Formação Desportiva

Formação


Caso a sua questão/dúvida não conste nas FAQs anteriores, deverá enviar a mesma para a sua respetiva Coordenação Local do Desporto Escolar (CLDE), que preencherá este formulário.